Anabolics #52 Tudo Sobre Dostinex

Anabolics #52 Tudo Sobre Dostinex

Dostinex (cabergolina) é indicado para tratamento de aumento de prolactina (hormônio responsável pela produção de leite), bem como de disfunções associadas à hiperprolactinemia, como amenorreia (ausência de menstruação), oligomenorreia (redução do fluxo ou da frequência da menstruação), anovulação (ausência de ovulação) e galactorreia (produção de leite fora do período de gestação e lactação), inibição da lactação fisiológica (interrupção da produção de leite em mães que não amamentaram), imediatamente após o parto, supressão da lactação (interrupção da produção de leite em mães que já iniciaram a amamentação) já estabelecida. 
Dostinex é indicado à pacientes com adenomas hipofisários (tumores benignos da hipófise) secretores de prolactina (micro e macroprolactinomas), hiperprolactinemia idiopática (aumento dos níveis no sangue de prolactina sem motivo aparente) ou síndrome da sela vazia (doença caracterizada pela ausência da hipófise, glândula produtora de prolactina) com hiperprolactinemia associada.
Dostinex inibe a produção de prolactina de maneira potente e prolongada. E uma medicação agonista (que tem a mesma ação) da dopamina, que age na hipófise impedindo que haja produção da prolactina.


Uso na gravidez de Dostinex

Estudos em animais não demonstraram efeito teratogênico ou efeito no desempenho reprodutivo global. Entretanto, não há estudos adequados e bem controlados em mulheres grávidas. Dostinex® deve ser utilizado durante a gravidez apenas se claramente necessário. Excluir a possibilidade de gravidez antes do início do tratamento com Dostinex®. Considerar a suspensão de Dostinex® se ocorrer gravidez durante o tratamento, após avaliação cuidadosa dos riscos e benefícios para a mãe e para o feto. Devido à meia-vida prolongada e dados limitados de exposição em útero, recomenda-se que as mulheres que desejam engravidar descontinuem Dostinex® um mês antes da concepção, para evitar possível exposição fetal ao fármaco, embora o uso de cabergolina nas doses de 0,5 a 2 mg/semana em distúrbios hiperprolactinêmicos não tenha sido associado a risco aumentado de aborto, dos06 9 11/03/09 partos prematuros, gravidez múltipla ou anormalidades congênitas (vide “Advertências e Precauções – Tratamento de distúrbios hiperprolactinêmicos”). Dostinex® é um medicamento classificado na categoria B de risco de gravidez. Portanto, este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.


Efeitos Colaterais

  • Enjoo
  • Dores de cabeça, tontura/vertigem
  • Dores abdominal
  • Má-digestão
  • Fraqueza
  • Cansaço
  • Constipação
  • Vômitos
  • Dores no peito
  • Vermelhidão
  • Depressão
  • Formigamentos
  • Palpitações
  • Sonolência
  • Sangramentos nasais
  • Alterações visuais
  • Desmaios
  • Cãibras nas pernas, alterações circulatórias (das veias) nos dedos
  • Queda de cabelo
  • Delírios
  • Falta de ar
  • Inchaço
  • Reação de hipersensibilidade (alergia)
  • Alterações de comportamento com agressividade e aumento do desejo sexual
  • Tendência a viciar-se em jogos de azar
  • Transtorno psicótico (delírios e alucinações)
  • fibrose (endurecimento de órgão ou estrutura)
  • Aumento da creatinina
  • fosfoquinase sanguínea (tipo de enzima do sangue).

0 Comentários