8 Dicas de Como Se Livrar da Gordura Viscera

8 Dicas de Como Se Livrar da Gordura Viscera

Gordura visceral e a gordura na cavidade abdominal, a gordura da barriga, que apresenta as maiores complicações. Chamamos de gordura visceral a gordura que se acumula nas camadas profundas do abdômen, envolvendo os órgãos internos como é o caso do coração, fígado, estômago, rins, intestinos e pâncreas. A função da gordura visceral é proteger os órgãos do aparelho digestivo, mas o problema é quando o nível de depósito dessa gordura ultrapassa os limites. É a gordura mais perigoso do nosso corpo, que são causas para doenças cardiovasculares (AVC, infarto, hipertensão arterial sistêmica e suas complicações), endócrino-metabólicas (diabetes e suas complicações) e câncer. Estas doenças estão relacionadas a nossa alimentação atual, repleta de alimentos embutidos e açúcares. Neste sentido, o acúmulo de gordura visceral, com as suas células adiposas maiores, mais responsivas às enzimas lipolíticas e em parte resistentes à insulina, aumenta a produção de ácidos graxos livres que causarão: Piora na sensibilidade à insulina na célula muscular; Diminuição na extração hepática de glicose e insulina; Aumento da gliconeogenese e da produção de lípides a nível hepático (VLDL-triglicérides); Prejuízo na secreção pancreática de insulina. Além disso, haverá aumento da fração de LDL pequenas, potencialmente mais aterogênicas Contribuirá, também para piora na sensibilidade à insulina, a diminuição do fluxo na musculatura esquelética causadas, por sua vez, por alterações estruturais e funcionais ligadas ao: Tipo de musculatura, que se mostra menos vascularizada em obesos viscerais; Ao aumento da reatividade vascular, por sua vez vinculada a alterações tróficas, disfunção endotelial, alterações iônicas e ativação do sistema nervoso simpático na musculatura esquelética, todos vinculados à obesidade.
  • Vá dormir cedo -  É recomendável dormir pelo menos de sete a nove horas por dia. O sono é essencial para a saúde e bem-estar geral. Estudos mostram que as pessoas que dormem menos de seis horas por noite têm níveis mais altos de gordura visceral. Experimente ir para a cama mais cedo. Se você tiver que acordar cedo de manhã, vá dormir o quanto antes. Desligue todos os aparelhos eletrônicos – TV, celular e computador – pelo menos meia hora antes de ir dormir. Apague todas as luzes no quarto antes de dormir. Mesmo uma quantidade mínima de luz pode interromper o sono.
  • Faça um treino de força - O levantamento de peso ou treino de resistência é outra parte importante da rotina de exercícios. É recomendável incluir dois dias de treino de força por semana. As atividades desse tipo de treino podem ser: levantamento de peso, Pilates ou exercícios isométricos como flexões ou abdominais. Saiba que o treino localizado (que tenta eliminar a gordura de um local específico) não elimina a gordura visceral. É preciso fazer um treino de força e trabalhar o core (com abdominais ou pranchas) ao mesmo tempo para melhorar esse problema.
  • Incorporando outras mudanças no estilo de vida para diminuir a gordura visceral -  Faça exercícios cardiovasculares. É comprovado que o treino cardiovascular é um dos métodos mais eficientes na redução da gordura visceral. É recomendável incluir 150 minutos (ou duas horas e meia) de exercícios aeróbicos de intensidade moderada a cada semana para diminuir a gordura visceral. Atividades aeróbicas podem ser exercícios como caminhada, corrida, natação, ciclismo etc. Caso você consiga acrescentar mais do que os 150 minutos semanais recomendados, o seu objetivo pode ser atingido com mais rapidez.
  • Controle o consumo total de calorias -  É comprovado que ingerir uma quantia moderada ou baixa de calorias ajuda a eliminar a gordura visceral. Em geral, homens devem consumir de 2.000 a 2.500 calorias diariamente enquanto as mulheres devem ingerir de 1.600 a 2.000. A sua necessidade calórica pode variar bastante dependendo do metabolismo, massa muscular, gênero, idade e nível de atividade. Saiba que uma dieta hipocalórica por si só não tem muito efeito sobre os níveis de gordura visceral. No entanto, uma alimentação com poucas calorias e carboidratos aliada a exercícios mostrou bons resultados.
  • Consuma uma quantia adequada de fibras diariamente -  Estudos demonstraram que as pessoas que consomem bastante fibra todos os dias têm níveis baixos de gordura visceral (e têm facilidade para perdê-la). As mulheres devem consumir 25 gramas de fibra diariamente e os homens, 38 gramas. Além dos grãos (como o pão, arroz ou quinoa), você pode obter uma quantia razoável de fibras de frutas e legumes. Frutas que são ricas em fibras incluem: maçã, amora, framboesa e pera. Legumes ricos em fibras podem ser: feijão, alcachofra, espinafre, brócolis e repolho.
  •  Diminua o consumo de carboidratos -  Foi comprovado que uma alimentação hipocalórica é eficaz na redução dos níveis de gordura visceral. Diminua a ingestão de alimentos ricos em carboidratos para ajudar a reduzir a gordura visceral. Alimentos ricos em carboidratos incluem: pão, arroz, macarrão, bolacha, tortas, roscas, doces e bebidas adoçadas. Coma no máximo uma ou duas porções desses alimentos por dia. Alimentos como laticínios, frutas e legumes com amido também contêm carboidratos, mas têm outros nutrientes benéficos, como proteínas, fibras, vitaminas e minerais. Limite ao máximo o consumo de carboidratos provenientes de doces ou bebidas adoçadas.
  • Consuma gorduras boas para o coração - Embora seja importante controlar a ingestão total de gorduras, também é fundamental consumir os tipos de gordura que melhoram a saúde e ajudam a alcançar o objetivo de diminuir a gordura visceral. Algumas delas – as gorduras monoinsaturadas – diminuem comprovadamente a gordura visceral. Gorduras monoinsaturadas são encontradas em alimentos como o azeite de oliva, óleo de canola, de amendoim e de gergelim. Elas também estão presentes no abacate, nozes e sementes. Adicione uma ou duas porções desses alimentos à sua dieta todos os dias.
  •  Monitore o seu consumo total de gordura - Limite a ingestão de gordura para cerca de 20 a 30% do consumo total de calorias. Essa quantia equivale a aproximadamente entre 40 e 70 gramas de gordura por dia (com base em uma dieta de 2000 calorias). Quantidades maiores podem aumentar o risco de ganho de peso ou de aumento nos níveis de gordura visceral. Elimine completamente a gordura trans da dieta. Esse tipo de gordura é produzido na indústria e provoca o endurecimento das artérias coronárias, além do aumento da gordura visceral. Diminua o consumo de gordura saturada para menos de 7% do valor calórico consumido. Embora a gordura saturada não faça tão mal à saúde quanto a trans, é importante moderar a ingestão para uma quantia apropriada. De modo geral, não ultrapasse 15 ou 20 gramas por dia (com base em uma dieta de 2000 calorias).
8 Dicas de Como Se Livrar da Gordura Viscera 8 Dicas de Como Se Livrar da Gordura Viscera Reviewed by Mauro Lima on janeiro 30, 2019 Rating: 5

Intro AD